GRCS

14/05/2020

Proposta do Metrô retira conquistas históricas dos engenheiros

Comunicação SEESP

metro home copyO SEESP convoca todos os engenheiros do Metrô para participar da Assembleia Geral Extraordinária Virtual (convocação abaixo), na sexta-feira (15/5), entre 9h e 18h, para decidir sobre a proposta da empresa que retira direitos históricos dos profissionais, entre outros pontos. Na segunda-feira (11/5) o Metrô protocolou no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) 2ª Região proposta de Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) extremamente danosa a todos os trabalhadores da empresa. Retira, neste grave momento que a nação brasileira atravessa com a pandemia do novo coronavírus, conquistas históricas consolidadas no acordo vigente (ACT 2019), semeando incerteza e insegurança em todas as categorias que trabalham na companhia.

Em resumo, entre outras perdas de direitos, a proposta prevê:

• Reajuste zero para salários e benefícios;

• Redução da remuneração das horas extras de 100% para 50%;

• Gratificação de férias cai para 1/3 do salário;

• Redução da remuneração do adicional noturno de 50% para 20%;

• Redução da contribuição da empresa para o Metrus de 84% pra 70%, com aumento do desconto máximo pago pelos trabalhadores de 12% para 20% sobre o salário-base;

• Fim da gratificação por tempo de serviço para quem foi contratado a partir de 30/4/2015 e fim do reajuste de 1 % por ano para quem recebe;

• Aviso prévio cai para três dias por ano trabalhado, limitado a 20 anos (atualmente são três dias por ano trabalhado, limitado a 35 anos), além do prazo legal;

• Fim da estabilidade de 180 dias para quem estava afastado por doença;

• Para garantir a estabilidade, passa a ser dever do empregado informar o Metrô que falta menos de dois anos para a aposentadoria;

• Férias poderão ser divididas em três períodos, sendo um deles no mínimo por 14 dias e os outros, no mínimo, cinco dias;

• Pagamento do adiantamento no dia 15 e salário no segundo dia útil do mês.


Com vistas a dar resposta contundente e ágil dentro do processo cautelar obtido pelo SEESP junto ao TRT 2ª Região, que garantiu a data-base (1º de maio) da categoria, e a vigência do atual acordo por mais 90 dias a partir desta, o sindicato realizará assembleia virtual.


Serviço:
Assembleia Geral Extraordinária Virtual

Data: 15 de maio de 2020 (sexta-feira)
Horário: das 9h às 18h

 

Pauta:
a) Deliberação da categoria em relação à proposta do Metrô que retira direitos históricos dos engenheiros na empresa;
b) Deliberação da categoria pela manutenção da sentença normativa e efetuar as negociações somente após o fim da pandemia do novo coronavírus;
c) Declarar a presente assembleia aberta em caráter permanente até o final das negociações.


Lido 204 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

agenda