GRCS

23/03/2020

Suspender salários é inadmissível

 

A Medida Provisória 927, publicada no Diário Oficial da União em edição extra no domingo (22/3), traz proposta que tornará a ainda mais crítica situação social no País em meio à pandemia de coronavírus. A MP permite que contratos de trabalho e salários sejam suspensos por até quatro meses, o que significa deixar trabalhadores sem meios de sobrevivência em plena crise de saúde pública.

 

Se a proposta de reduzir as remunerações em até 50% já era inaceitável, a nova iniciativa governamental é ainda mais nefasta e precisa ser impedida.

 

O Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (SEESP) manifesta seu veemente repúdio à medida e apela ao poder público que não permita que tal descalabro prospere. A entidade já está atuando junto à Câmara Federal para que a MP seja devolvida e deixe de ter efeito.

 

Mais uma vez, o SEESP reafirma ser fundamental que o movimento sindical seja parte integrante de discussões sobre quaisquer decisões que atinjam os trabalhadores.

 

 

 

 

 

 

 

 

Lido 115 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda