Logos

GRCS

06/12/2019

Propostas da engenharia são apresentadas durante seminário "Ferrovia Essencial"

Deborah Moreira

Comunicação SEESP

O diretor do Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (SEESP), Fernando Palmezan Neto, coordenador do projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento”, da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), apresentou as propostas de infraestrutura do projeto, durante o "Seminário Ferrovia Essencial", promovido pelo SEESP e pela Frente Nacional pela Volta das Ferrovias (FerroFrente), na manhã de quarta-feira (4/12), no auditório do sindicato, na capital paulista.

 


Foto: Beatriz Arruda/Comunicação SEESP

Palmezan ferrovias

Fernando Palmezan durante "Seminário Ferrovia Essencial", na manhã de quarta (4/12).


Palmezan lembrou do contexto da criação do projeto, em 2006, quando o “País estava estagnado”. “Fizemos uma proposta factível, possível de ser implementada, utilizando a engenharia brasileira. Grandes discussões ocorreram em todo o País, definimos alguns temas e a partir disso montamos a proposta”, lembrou.

A proposta, que definiu o formato das próximas edições do projeto, foi integrada por diversas notas técnicas produzidas por especialistas. Os temas iniciais foram energia, saneamento, recursos hídricos, ciência e tecnologia, meio ambiente, comunicações, agricultura e transporte de cargas e passageiros.

Na ocasião, o governo do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva criou o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 1, que tinha, em sua concepção, muitas das propostas do Cresce Brasil: “Creio que conseguimos apresentar um caminho no sentido do desenvolvimento e crescimento do País. Há muito tempo, antes do PAC, não tínhamos nenhum projeto nesse sentido, com esse volume de investimento, que chegou a meio trilhão de reais”, disse Palmezan referindo-se ao PAC 1.

Atualmente, a proposta da Federação tem uma nova edição, "Engenharia de Manuteção", que pretende contribuir com a manutenção de equipamentos públicos e edificações privadas nas cidades, que está sendo apresentada para as diversas administrações públicas, em todo o território nacional, além de políticos e futuros candidatos ao pleito de 2020.

Sobre os trilhos
De acordo com o Cresce Brasil, o setor de Transporte precisa priorizar planejamento de longo prazo, visão integrada e reestruturação da matriz de transportes. Em relação às ferrovias, o projeto defende o aumento da participação do modal na matriz de transportes brasileira, com integração para a formação de um sistema nacional ferroviário, privilegiando aspectos de intermodalidade e a integração regional sul-americana.

Para a FNE, o aumento da malha sobre trilhos levará a superação dos gargalos logísticos e operacionais, principalmente nas áreas urbanas e a ampliação da oferta de superestrutura – com terminais multimodais, terminais de transbordo e portos secos.

Acesse a apresentação em pdf de Fernando Palmezan.

Assista a íntegra do Painel 'O projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento” e a ferrovia'

 



Lido 159 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda