Logos

GRCS

29/10/2019

Ribeirão Preto discute gestão de riscos e Engenharia de Manutenção

Comunicação SEESP*

 

Aconteceu na manhã desta terça-feira (29/10), em Ribeirão Preto, o seminário “Gestão de Riscos em SST e Engenharia de Manutenção”. A atividade integra a série de eventos que vem sendo realizados no âmbito do projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento”, colocando em pauta a necessidade de haver inspeção e conservação permanente em edificações e estruturas em todo o País. Ocorreram atividades em Bauru e Campinas e já estão programadas em Manaus (31/10) e Taubaté (5/11).

Ribeirao1Murilo Pinheiro durante abertura do seminário em Ribeirão Preto: é preciso haver Engenharia de Manutenção. Foto: Paula Bortolini

 

Na abertura do evento, o presidente da Delegacia Sindical do SEESP na Alta Mogiana, Nelson da Costa, saudou a atividade como uma oportunidade de conhecimento, tendo em vista a necessidade de aprendizado permanente. Para ele, “aliar o trabalho à qualidade de vida e a saúde e segurança no trabalho são fundamentais.”

Gianfranco Papalon, auditor fiscal do trabalho da Superintendência Regional do Trabalho de São Paulo (SRTb/SP), lembrou o objetivo da Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes do Trabalho (Canpat) 2019, que se propõe a difundir a Segurança do Trabalho para que os profissionais desempenhem suas tarefas conscientes das boas práticas e das normas técnicas, evitando acidentes.

Paulo Guimarães, presidente Nacional da Mútua – Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea, destacou o papel da entidade como parceira do “Cresce Brasil”. Na sua avaliação, é fundamental fortalecer a Engenharia de Segurança do Trabalho e os eventos que estão sendo promovidos levarão conhecimento aos profissionais.

O presidente do SEESP, Murilo Pinheiro, ressaltou a importância da seriedade do debate que vem sendo travado nos seminários sobre Engenharia de Manutenção e o objetivo de, a partir deles, apresentar propostas factíveis aos governos municipais, estaduais e federais. Para o SEESP e a Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), lembrou ele, é fundamental que haja uma secretaria na três instâncias administrativas que seja responsável pelas inspeções periódicas, garantindo qualidade de vida à população e correta utilização dos recursos públicos.

Debate técnicos

Após a sessão de abertura, estavam previstas as palestras “Gestão de riscos em trabalho em altura – Engenharia de manutenção”, com Pampalon; “Gestão de riscos elétricos no Sistema Elétrico de Potência (SEP) e nas indústrias – Engenharia de manutenção”, com Aguinaldo Bizzo, membro do Grupo Técnico Tripartite (GT/GTT) – NR 10 e diretor da Delegacia Sindical do SEESP em Bauru; “Percepção de risco e controle de emergência”, com Rodrigo Thadeu de Araújo, diretor técnico da RTC; e “Segurança nas atividades de elevação de carga”, com André Carrion, diretor da Crosby Gunnebo do Brasil. Ao final, ocorreria debate sobre o processo de atualização das normas regulamentadoras, com a participação de Pampalon, Bizzo e Araújo.


Realizada pelo SEESP, a atividade teve patrocínio da  Mútua – Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea, RTC Gestão de Riscos e Treinamentos, Crosby, LHR Serviços e Equipamentos e Westex by Miliken. Além de apoio institucional do Governo Federal e da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE).

 

*Com informações de Paula Bortolini

Lido 279 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda