Logos

GRCS

21/08/2019

Tecnologia para garantir segurança alimentar

Rita Casaro
Comunicação SEESP

Paulo Estevao Cruvinel interna seespPesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o engenheiro Paulo Estevão Cruvinel falou sobre inteligência artificial e agricultura no seminário “Trabalho digno e sindicalismo na Revolução 4.0”. A atividade integrou a 14ª Jornada Brasil 2022, realizada pela CNTU, em 16 de agosto, em São Paulo. Em sua palestra, ele apresentou os desafios do setor, como a necessidade de garantir segurança alimentar a uma população mundial que deve atingir os 10 bilhões por volta de 2050, e defendeu o uso da tecnologia para vencê-los. Conforme Cruvinel, a tarefa deve ser cumprida obedecendo-se aos preceitos de responsabilidade social e sustentabilidade.


Entre as questões a serem enfrentadas para se alcançar essa meta estão, conforme ele, “as alterações climáticas, uma vez que a terra arável se torna menos disponível no planeta; a necessidade de maior inclusão de indivíduos à linha de base da cidadania de forma a suprir elementos para se conjugar de forma integral as responsabilidades socioambientais e a resiliência dos recursos naturais; e a demanda por máquinas inteligentes para a gestão de riscos e tomada de decisão para a conexão rural-urbana”.


Assim, deve-se lançar mão de uma indústria agroalimentar baseada em bigdata, inteligência artificial e estatística avançada. Cruvinel adverte: “Sem a execução de métodos modernos, haverá grande dificuldade para o atendimento dessa demanda crescente. O monitoramento do processo agrícola é de grande importância, reduz trabalho e aumenta a produção mantendo a resiliência dos recursos naturais. A inteligência artificial tem sido utilizada na seleção de culturas e para ajudar o agricultor na seleção dos insumos e na gestão de riscos. As técnicas de IoT, Bigdata, Machine Learning e Deep Learning, entre outras, estão encontrando grande uso nesse setor.”


Apesar da aposta no conhecimento de ponta, o pesquisador alerta para a necessidade de o avanço tecnológico ser acompanhado de políticas públicas de cunho socioambiental: “Caso contrário, outros sérios problemas estarão presentes e a paz mundial poderá estar comprometida.”


Lido 183 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda