Logos

GRCS

04/07/2019

Presidente da Comissão de Trabalho apoia piso dos engenheiros

Rita Casaro
Comunicação SEESP*

 

A deputada federal Professora Marcivania (PCdoB/AP), presidente da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara, defendeu, em reunião com o presidente do SEESP e da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), Murilo Pinheiro, na quarta-feira (3/7), em Brasília, a manutenção da Lei 4.950-A/1966, que estabelece o salário mínimo profissional dos engenheiros e de outros profissionais. Assim, manifestou sua posição contrária ao Projeto de Lei 3.451/2019, que propõe a revogação da legislação.

 

 

Foto: Paula Bortolini
Murilo Marcivania030719


 

Para a parlamentar, o piso é uma conquista fundamental que não pode ser perdida. “É o reconhecimento aos profissionais que tanto investiram na formação e qualificação, além da grande responsabilidade do engenheiro diante da sociedade”, afirmou. E concluiu: “Não se deve mexer no que está certo, o salário deve ser digno para aqueles que se dedicam à profissão.”

 

Murilo informou à deputada a posição totalmente contrária da federação ao PL de autoria do deputado Ubiratan Sanderson (PSL/RS), com quem dirigentes da FNE haviam tido audiência no mesmo dia. Também reforçou a importância do Salário Mínimo Profissional para a categoria como instrumento de garantia de remuneração compatível com a relevância de seu trabalho, que é essencial ao desenvolvimento nacional.

 

Ao final do encontro, Murilo entregou à parlamentar a mais nova edição do projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento”, lançada em 17 de junho último, que aborda o tema “Engenharia de Manutenção”.

 

 

*Com informações de Paula Bortolini.

 

 

 

 

 

 

 

Lido 411 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda

art creasp