Logos

GRCS

23/04/2019

Engenheiros do Metrô têm nova rodada de negociação e assembleia

Avalie este item
(0 votos)

Comunicação SEESP

 
Está marcada para quinta-feira (25/4), às 15h, a quarta rodada de negociação com a Companhia do Metrô, no Edifício Cidade II – 2º andar. Na pauta, cláusulas econômicas como reajuste salarial, e itens pendentes como o Plano de Saúde Metrus.
No mesmo dia, haverá assembleia dos profissionais, às 18h30, na sede do sindicato, com a mesma pauta tratada com a empresa. Os delegados sindicais do SEESP e representantes da empresa realizaram a terceira rodada de negociação na quarta (17). Até este momento, o Metrô não se manifestou em relação aos reajustes salariais e quer impor um custo adicional no Plano de Saúde em torno de 130% aos engenheiros.

Entre os itens econômicos estão:Horas Crédito Congeladas em 2013: os representantes do SEESP reiteraram o pleito dos engenheiros, que têm horas crédito ainda pendentes congeladas em 2013. O Metrô fez um histórico desse tema e propôs que o assunto continue sendo discutido após o Acordo; Data de Pagamento do Salário: a proposta do SEESP é de que o pagamento de salários seja feito no último dia do mês e o adiantamento no dia 15. O Metrô irá responder na próxima reunião;Férias: com base nas posições da Categoria, os engenheiros concordaram em dividir as férias em até três períodos;Metrus Saúde-MSI: Metrô insiste em discutir o assunto em Comissão, com prazo de seis meses para transição e pagar só 15,3% da folha de pagamento. O SEESP não aceita e as discussões continuam na próxima reunião.

Também está sendo discutido o Programa de Participação nos Resultados 2018 e 2019. Os engenheiros não concordaram com o PPR 2019 apresentado pelo Metrô e buscam negociação quanto ao plano e a forma de pagamento. Já a Contribuição ao Sindicato (Cláusulas 57 e 62), o Metrô insiste na exclusão das cláusulas 57ª (Contribuição Assistencial) e 62ª (Mensalidade Associativa) e contrapropôs incluir uma ressalva, caso a Medida Provisória seja revogada.

Outros itens em debate: homologações no Sindicato (Cláusula 25): a Companhia pleiteia a inclusão de item em que, caso o empregado não seja sindicalizado, a homologação possa ser feita no Metrô-SP. O SEESP discorda e a discussão ficou pendente;estabilidade Pré-Aposentadoria (Cláusula 38) – O Metrô concordou em manter a Cláusula; Recurso Administrativo e Disciplinar (Cláusula 24): o Metrô fez contraproposta de incluir texto explicitando melhor os prazos, no entanto, o assunto não foi deliberado e ficou para a próxima rodada; Acesso às informações do Metrô (Cláusula 56) – O Metrô se manifestará na próxima rodada. Porfim, será colocada pelo SEESP a discussão sobre o Plano de Carreira.
Próxima rodada de negociações
Dia: 25 de abril de 2019 (quinta-feira)
Horário: 15 horas
Local: Edifício Cidade II – 2º andar
Pauta: Cláusulas econômicas e itens pendentes
Todos à Assembleia Geral Extraordinária 
Dia: 25 de abril de 2019 (quinta-feira)
Horário: 18h (1ª convocação) e 18h30 (2ª convocação)
Local: Sede do SEESP (Rua Genebra, 25, Bela Vista – São Paulo/SP)
Pauta: Discussão e deliberação: a) Proposta do Metrô 
para as cláusulas econômicas e demais itens pendentes; 
e b) Contribuição Assistencial ao SEESP. 


(Matéria atualizada às 11h15 em 25/4/19)



Lido 440 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda

art creasp