Logos

GRCS

09/04/2019

Engenheiros do Metrô têm assembleia nesta quinta, 11

Avalie este item
(0 votos)

Comunicação SEESP*

 

A campanha salarial 2019 dos engenheiros do Metrô segue com Assembleia Geral Extraordinária nesta quinta-feira, 11/4, às 18h30, na sede do SEESP. Toda categoria é convocada para discussão da contraproposta da companhia, que tem reunião de negociação com o sindicato na manhã da mesma data.

 

Na primeira reunião, realizada no dia 4 último, o SEESP apontou a construção de um novo Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) preservando todas as conquistas e avançando nos itens que compuseram o eixo da campanha. Esse posicionamento reflete os anseios e a decisão da categoria, tendo sido aprovado em todas as assembleias setoriais.

 

Foi discutido abertamente os assuntos relativos ao Metrus, em que o sindicato defendeu a retomada da comissão composta pelos sindicatos, Metrô e Metrus, para aprofundar as conversas sobre a Gestão Total, sem, contudo, condicionar qualquer prazo. O resultado do Programa de Participação de Resultados (PPR) 2018 não atendeu as expectativas e o PPR 2019 foi feito unilateralmente pela Companhia. Por este motivo, o SEESP encaminhará ao Metrô as suas considerações e, também, reivindicará que os critérios de pagamento retornem às condições anteriores (um salário integral).

 

Sobre a dívida com a Emtel (passivo trabalhista), o sindicato posicionou-se para que o Metrô e o Metrus ajustem, rapidamente, uma solução financeira para liquidação do processo.

O Fundo de Subsídio ao Aposentado (FSA) também foi muito debatido e as discussões apontaram à necessidade de aporte financeiro para dar continuidade ao Plano Original. 

 

Quanto ao Plano de Demissão Voluntária (PDV), os negociadores pleitearam a participação na elaboração dos critérios para poder apresentar as suas sugestões, no sentido de melhorar as condições e gerar maior interesse da categoria. 

 

As horas crédito congeladas em anos anteriores, com promessa de pagamento em Horas Extras/Compensações, não foram regularizadas até agora. Na reunião, o SEESP pleiteou que o Metrô se posicione o mais breve possível sobre o tema.

 

Confira os principais pontos da pauta para o ACT 2019:

 

  • Reajuste salarial de 6% e 2,51% de aumento real;
  • PPR: pagamento de um salário integral com anuênio e mais gratificação dos cargos e participação na elaboração do Programa;
  • Salário normativo de R$ 8.982,00; 
  • Remuneração adicional de férias de um salário-base mais adicionais de função;
  • Datas de pagamentos: adiantamento no dia 15 e o pagamento no último dia do mês;
  • Plano de carreira;
  • Reajuste de 6% no vale-alimentação e vale-refeição;
  • Metrus para todos empregados da ativa e aposentados;
  • Regularizar os procedimentos para o pagamento do adicional de periculosidade;
  • Anotação de Responsabilidade Técnica – ART: acertar o instrumento normativo para regularizar o pagamento de forma igual para todos os engenheiros; e 
  • Reunião mensal:  duração de duas horas para tratar do dia a dia das demandas sindicais com o Metrô.

 

Serviço:

Assembleia Geral Extraordinária dos engenheiros do Metrô

Dia 11 de abril

Horário: 18h (primeira convocação) e 18h30 (segunda convocação)

Local: Sede do SEESP (Rua Genebra, 25, Bela Vista-SP).

 

 

 

*Com informações da Ação Sindical do SEESP.

 

 

 

 

 

 

Lido 372 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda

art creasp