Logos

GRCS

11/01/2019

Engenheiros da PMSP realizam assembleia para votar adesão à greve

Avalie este item
(0 votos)


Comunicação SEESP

 

Os engenheiros da Prefeitura Municipal de São Paulo (PMSP) realizam na quarta-feira (16/1), às 12h30 (2ª convocação), Asembleia Geral Extraordinária. Na pauta, atualização da categoria sober as ações e participação dos engenheiros municipais no movimento deliberado pelas categorias majoritárias de servidores, que decidiram iniciar uma greve a partir de 4 de fevereiro próximo para pressionar pela revogação da Lei 17.020/18, que instituiu o SampaPrev.



Foto: Beatriz Arruda

ato na camara interna seespInício da concentração dos servidores, em 21 de dezembro, na Câmara Municipal.

 

"Como é de conhecimento geral, numa manobra urdida para ocorrer na semana do Natal, a Câmara Municipal aprovou o PL 621/16, no dia 26 de dezembro último, impondo aos servidores um aumento de 3% à sua parcela de contribuição para a Previdência municipal, que passará a ser de 14%. Embora estivéssemos em grande número na CMSP, lutando e enfrentando a repressão da GCM, ficamos muito distantes da presença massiva que suspendeu a tramitação do PL em março de 2018. O governo e a CMSP souberam aproveitar disso e votaram um substitutivo que só foi lido no dia, desconsiderando todas as manifestações feitas pelos representantes dos servidores na Comissão Especial e na audiência pública. Foram, ao todo, 33 vereadores que se propuseram a fazer a vontade do Executivo, desconsiderando todas as argumentações que desmentiam as justificativas que utilizavam para o seu voto contra o servidor", diz um trecho do boletim que foi enviado à categoria nesta semana, convocando todos para a assembleia.

Na oportunidade, o Sindicato dos Profissionais em Educação do Ensino Municipal de São Paulo (Sinpeem) e o Sindicato dos Servidores Municipais de São Paulo (Sindsep) deliberaram em assembleia por decretar greve geral a partir do dia 4 de fevereiro, dando continuidade à luta contra a aplicação do PL, tendo em vista que os servidores têm tido reajustes de 0,01%. Em nosso caso, os Quadros de Profissionais de Engenharia, Arquitetura, Agronomia e Geologia (Qeags), sem qualquer reposição desde 2016, e que acumularão perda salarial de pelo menos 10%.


Manifestação em frente ao gabinete do Prefeito
No dia 4 de fevereiro, às 14h, haverá concentração dos servidores em frente ao gabinete do Prefeito. Os engenheiros deverão propor na assembleia a adesão à greve e à manifestação nesse dia, quando todas as categorias dos servidores estarão reunidas. "Para tanto, precisamos de todos da carreira Qeag unidos e se organizando para participarmos em peso desse movimento. Converse com todos da sua área, pois o interesse é comum. Ou seja, só presentes e unidos conseguiremos ser ouvidos", convoca o boletim.

Serviço:
Assembleia Geral Extraordinária
Data: 16 de janeiro de 2019 (quarta-feira)
Horário: 12h (1ª convocação) 12h30 (2ª convocação)
Local: Rua Genebra, 25, 1º andar – Bela Vista – São Paulo/SP



Lido 506 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda

art creasp