Home | Contribuição Sindical Urbana Online | Webmail Fale Conosco
24/11/2017

Prorrogado prazo para inscrição no curso Engenharia de Inovação do Isitec

Avalie este item
(1 Votar)

Comunicação SEESP*
Notícia atualizada em 6 de dezembro, às 11h23

A assessoria de comunicação do Instituto Superior de Inovação e Tecnologia (Isitec) informa que o prazo para a inscrição do vestibular do curso Engenharia de Inovação foi prorrogado para o dia 15 de dezembro próximo. A instituição de ensino, mantida pelo SEESP, está oferecendo 40 novas vagas para mais uma turma de graduação (bachalerado), com início no primeiro semestre de 2018.

O processo seletivo acontece em três etapas: a primeira, até dia 8, com inscrições e teste online de Análise de Aptidão Lógica; a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) entra como segunda parte e, a terceira, é uma prova presencial de Análise e Interpretação de Linguagens, incluindo Linguagem Matemática e Produção Textual, realizada na sede do Isitec. Os 20 primeiros colocados do processo seletivo ganham bolsa de 100%.

O curso tem a duração de cinco anos, em período integral. A matriz curricular tem como objetivo o desenvolvimento amplo e eficaz de conhecimentos técnicos, científicos e empresariais, além das atitudes profissionais do futuro engenheiro.

>>> Saiba mais sobre o vestibular e faça sua inscrição aqui

Projetos em destaque
O Isitec, faculdade pioneira no curso no Brasil, já se destaca quando o assunto é desenvolvimento de projetos para o mundo real, em apenas quatro anos de atuação. Os mais recentes foram cinco soluções propostas pelos estudantes e incubadas pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) e Elektro Distribuidora de Energia, durante a primeira edição da Maratona de Inovação do Isitec.

Em fase de implantação, o aplicativo Apprimore também é um relevante projeto desenvolvido pelos alunos do sexto semestre de Engenharia de Inovação com o Núcleo de Inovação Tecnológica Mantiqueira (NIT Mantiqueira). Trata-se de uma cartilha digital sobre propriedade intelectual direcionado aos jovens [link].

Este trabalho diferencial e produtivo do Isitec foi citado como exemplo de formação adequado em estudo realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em 2015, através da iniciativa Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI). No estudo, foram analisadas as graduações de engenharia de todo o País em comparação as necessidades do mercado de trabalho.

Em entrevista ao jornal da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), o coordenador da MEI Paulo Mól, avalia o plano pedagógico do Isitec como formador do profissional que a indústria precisa [link]. “O instituto tem um modelo de desenvolvimento de graduação com parcerias, com problemáticas reais, isso é trabalhar inovação, a inovação é quando o conhecimento gera valor de mercado”, ele externa.

Para o diretor de graduação do Isitec, José Marques Póvoa, esses resultados são também mérito dos professores e alunos. “Os estudantes conversam sobre projetos em automação e controle, robótica, tecnologia de construções civis, ciências ambientais integradas, engenharia eletroquímica etc. Estou tendo o privilégio de ver esses jovens se esforçando para se tornarem engenheiros e contribuírem com o desenvolvimento do País”, declara Póvoa.

 

 

*Com informações do Isitec

 

 

 

Lido 480 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

grcs home
BannerAnuncio
Agenda

Receba o SEESP Notícias

E-mail:*