Logos

GRCS

10/11/2017

"Se mexerem na Previdência, Brasil vai parar", decidem trabalhadores

Soraya Misleh
Comunicação SEESP

 

foto dia 10 Ato unificado na Sé: resistência às reformas. Foto: Beatriz Arruda.

 

Como parte do Dia Nacional de Luta e Defesa dos Direitos nesta sexta-feira (10), trabalhadores de várias categorias realizaram ato unificado na Praça da Sé, na Capital. Segundo organizadores, mais de 30 mil participaram do protestos contra as reformas trabalhista - que entrou em vigor no dia 11/11 – e da Previdência. Todas as centrais sindicais se fizeram presentes, além de movimentos populares e sociais.

Miguel Torres, dirigente da Força Sindical, destacou que as paralisações e protestos começaram ainda pela madrugada, a partir das portas das fábricas. Ele afirmou que a resistência à reforma trabalhista - que ameaça direitos duramente conquistados - já tem se dado nas campanhas salariais das categorias. E foi categórico: "Se o governo insistir com a reforma da Previdência, este país vai ter a maior paralisação de sua história."

Esse também foi o tom da fala de Luiz Carlos Prates, o Mancha, membro da Secretaria Executiva Nacional da CSP-Conlutas (Central Sindical e Popular): "Se o governo Temer e o Congresso esperavam que a reforma trabalhista seria comemorada pelo povo, aqui está a demonstração que não. Mais do que isso, esse governo está querendo colocar a reforma da Previdência e hoje nós estamos dizendo: 'não vai passar, o Brasil vai parar'. Precisamos imediatamente convocar uma greve geral.”

Vagner Freitas, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), destacou que é preciso atentar para os parlamentares que votaram contra os trabalhadores e não reelege-los no pleito de 2018.

Ao final, os presidentes de todas as centrais chamaram os participantes a votarem: “Se mexerem na Previdência, quem concorda em realizar a maior paralisação que este país já teve?” Os braços unânimes levantados a favor da proposta demonstraram a seriedade da resistência e a disponibilidade de luta.

 

 

*Atualizada em 13/11/2017, às 11h33.

Lido 710 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda