Logos

GRCS

03/07/2017

Exposição revela realidade de crianças refugiadas

Os paulistanos têm até 6 de agosto próximo para visitar a exposição "Infância Refugiada", da fotógrafa brasileira Karine Garcêz, em cartaz no espaço Matilha Cultural, na região central da Capital. A artista visitou, entre 2014 e 2015, campos de refugiados na Turquia, Líbano e Síria. Durante a viagem, uma missão humanitária da organização não governamental holandesa Al Wafaa Campaign, ela captou expressões de crianças e adolescentes palestinos. A exposição é uma das atividades que abre a programação mensal destinada à temática.


Foto: Karine Garcêz
infancia refugiada home

 

Estão em cartaz 25 fotografias, além de quatro imagens táteis – que tornam a exposição acessível a pessoas com deficiência visual – feitas em parceria com o Projeto Fotografia Tátil, do curso de Arquitetura e Design da Universidade Federal do Ceará.

A venda de produtos personalizados como marcadores de página, cartões postais e bonecas de pano foi um meio que a fotógrafa escolheu para arrecadar fundos para a compra de material escolar destinado a crianças refugiadas.

Durante todo o mês de julho, o Cine Matilha exibe filmes que abordam questões ligadas ao refúgio. Um dos longa-metragens em cartaz é o vencedor do Urso de Ouro em Berlim, "Fogo no mar", de Gianfranco Rosi, que retrata a vida na ilha italiana de Lampedusa, local que se tornou linha de frente da crise de imigração europeia. Também será exibido o documentário "A linguagem do coração", de Silvana Nuti, que retrata a história de refugiados em São Paulo, além de "Clash", de Mohamed Diab, sobre a polarização política no Egito.

Estão programados também o evento de poesia Mini Zap! - Slam, com o Núcleo Bartolomeu de Depoimentos, e o jogo No Caminho com os Imigrantes, desenvolvido pela Caritas França e Association des Cités, que amplia o conhecimento sobre as realidades de exílio e imigração, bem como o impacto das políticas de vários países de trânsito ou destino desses imigrantes.

A programação contará igualmente com debates sobre a temática de refugiados no Brasil. O primeiro, no dia 8 de julho, reúne Omana Petench, refugiado do Congo e fundador da ONG LFCAB, que dissemina a cultura africana, Silvana Nuti, diretora de A linguagem do coração, e Marcelo Haydu, do Instituto de Reintegração de Refugiados – Brasil (Adus).

Confira a programação completa de debates e de filmes no site da Matilha Cultural.

Infância Refugiada
Quando: até 6 de agosto
De terça-feira a domingo, da 12h às 20h. Aos sábados, das 14h às 20h
Onde: Matilha Cultural, Rua Rego Freitas, 542, São Paulo (SP)
Quanto: grátis
Mais informações: www.matilhacultural.com.br ou (11) 3256-2636



Fonte: Rede Brasil Atual
(publicado por Deborah Moreira)




Lido 828 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda