GRCS

16/02/2016

Usiminas demite metalúrgicos e engenheiros em Cubatão

A TV Brasil, da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), fez uma boa reportagem sobre as demissões na siderúrgica Usiminas, no polo industrial de Cubatão (SP). A empresa, cuja matriz fica em Ipatinga (MG), desativou toda a sua linha de produção de aço, o que pode significar, segundo o sindicato dos metalúrgicos local, quase quatro mil dispensas diretas dessa categoria. Os engenheiros também estão sendo atingidos pelo corte. O presidente da Delegacia Sindical do SEESP na Baixada Santista, Newton Guenaga Filho, informa que, até o momento, 53 profissionais já fizeram suas homologações na entidade, podendo chegar a 100 o número total.

A Usiminas, antiga Companhia Siderúrgica Paulista (Cosipa), privatizada em 1993, se transformará em laminadora e operadora portuária. O presidente do Sindicato dos Siderúrgicos e Metalúrgicos da Baixada Santista, Florêncio Resende de Sá, não aceita a justificativa da empresa de que a medida se faz devido à crise. “Para nós, ela vem programando isso desde 2011, quando deixou de investir no seu setor de produção de aço”, denuncia.

Já Guenaga lamenta que a empresa tome uma atitude tão radical sem levar em conta o trabalhador e a região da Baixada Santista. Como forma de minimizar as consequências, os dois sindicatos tentaram estabelecer um diálogo direto com a empresa e, depois, com a mediação do Ministério Público do Trabalho em Santos, mas sem sucesso. “A empresa não apresentou dados que mostrem as dificuldades que ela alega estar passando. Faltaram transparência e diálogo sincero em todo esse processo provocado pela Usiminas”, lamenta o dirigente dos engenheiros.

Confira, a seguir, a reportagem da TV Brasil da EBC:


 

 

Rosângela Ribeiro Gil
Imprensa SEESP







Lido 2016 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

VAGAS DE ESTÁGIO DE ENGENHARIA

agenda