Logos

GRCS

07/07/2015

Profissionais liberais realizam seminário internacional de integração

Avalie este item
(0 votos)

A Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados (CNTU) realizará, entre 27 e 28 de agosto, a segunda edição do Seminário Internacional de Integração dos Trabalhadores Universitários que traçará um panorama sobre trabalho e organização sindical na América Latina e no âmbito do Brics – bloco econômico formado pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Ligação Interoceânica e colaboração Sul-Sul estarão na pauta. Serão discutidas estratégias que estimulem a integração entre os profissionais, propiciando o fortalecimento do movimento sindical, a valorização do trabalho e o desenvolvimento sustentável global.

 

No programa, estão previstos debates sobre a importância e os desafios dos trabalhadores universitários no sindicalismo internacional, no Mercosul, e seu protagonismo na construção do Brics.

 

Na última década, o Brasil passou a estabelecer parcerias com China, Índia, Rússia e, posteriormente, África do Sul. O grupo começou a atuar de forma a se firmar como uma força política e econômica no cenário político e econômico internacional, visando a defesa de interesses comuns. Resultado relevante desse esforço é a criação do Novo Banco de Desenvolvimento (NBD), aprovado durante a VI Conferência de Cúpula do Brics em 2014, que terá por objetivo fomentar projetos de infraestrutura em países emergentes.

 

Já no Mercado Comum do Sul (Mercosul), que hoje é integrado por Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai, Venezuela e deve abrigar também a Bolívia, está em debate o cenário atual em que os seus membros se veem afetados pela crise econômica. Um desafio será manter políticas de superação da pobreza e desenvolvimento sustentável. Mais que nunca, fazem-se fundamentais a integração e o protagonismo dos trabalhadores.

 

Um tema especial desse seminário será a construção do Canal da Nicarágua,  nos próximos cinco anos, e que já é considerado uma das maiores obras da história da humanidade. O canal ligará o Mar do Caribe, portanto o Oceano Atlântico, ao Pacífico, através da Nicarágua, na América Central. Os Portos do Atlântico e do Pacífico, previstos no empreendimento, comportarão embarcações de grande porte, aumentando o tráfego de mercadorias. Do ponto de vista geopolítico, o Canal da Nicarágua retirará dos Estados Unidos o controle do comércio na região, hoje operado através do Canal do Panamá. O governo nicaraguense espera da empreitada um salto no desenvolvimento do País e aposta, sobretudo, na cooperação Sul-Sul, sem que haja restrição a quaisquer países, para garantir o sucesso da nova via de comércio.

 

O seminário será realizado no auditório do SEESP (Rua Genebra, 25 – Bela Vista – São Paulo – SP) e informações e inscrições podem ser obtidas pelos telefones de São Paulo, 55 (11) 3113-2634, e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e de Brasília, 55 (61) 3225-2288, Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..




 

Fonte: CNTU









Lido 607 vezes

Comentários   

# UMA DECISÃO MUITO IMPORTANTEuriel villas boas 15-07-2015 16:48
A integração de trabalhadores é um grande desafio e por certo contribui para alcançar direitos e não apenas no campo trabalhista. Afinal, o trabalhador de qualquer categoria é um cidadão e a ação integrada pode proporcionar muitos avanços. Dai a importância dessa atividade programada pela categoria de engenheiros. Que deve servir de exemplo para outras categorias.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda

art creasp